sexta-feira, 19 de abril de 2013

[Coluna Economia e Mercado] Pós-graduação em Gestão de Pessoas está em alta no Brasil.







Pós-graduação em Gestão de Pessoas está em alta no Brasil.

O mercado cada vez mais competitivo é preciso ter mais conhecimentos para suprir as constantes demandas organizacionais. Quando falamos em uma empresa sempre pensamos em seu líder. Sempre atrás de um bom líder, está um conjunto de profissionais que possibilitam os resultados e para isso, precisam ser geridos de uma maneira eficiente.
Para que esta gestão seja eficiente é necessário que os profissionais, em especial os de recursos humanos, busquem estar sempre atualizados sobre as mudanças que ocorrem no mercado e no ambiente corporativo.
Segundo dados da Infomoney, a pós-graduação em gestão de pessoas se destaca como um dos 10 cursos de especialização que estão em alta, em nosso país. Se combinada com a metodologia do Coaching, torna-se uma alternativa ainda mais poderosa, uma vez que potencializa o currículo, como também o desenvolvimento e a atuação do profissional, tanto em seu ambiente de trabalho, como fora dele. (Adaptado do site Administradores.com.br) 

Revista 'The Economist' diz que BC agiu tarde para conter inflação
Publicação diz que piadas sobre preços mostram que BC perdeu o controle. Artigo aponta necessidade de mais cortes e diz que efeito irá demorar. Além da alta nos preços, o perigo apontado é um revés nas urnas, já que a inflação é mais alra para a população de baixa renda.

Aposentadoria mais cedo para os deficientes físicos
Projeto aprovado ontem pela Câmara dos Deputados reduz os limites de idade e de tempo de contribuição à Previdência Social para a aposentadoria de deficientes físicos. No caso de mulheres, a redução será de 30 para 20 anos. Quando a deficiência for moderada, as novas condições para aposentadoria por tempo de contribuição passam a ser de 29 anos para homens e de 24 para mulheres. Caso a deficiência seja leve, o tempo será de 33 anos para homens e 28 para mulheres.

Idade também muda
Independentemente do grau de deficiência, a aposentadoria por idade passa de 65 para 60 anos, no caso dos homens, e de 60 para 55 anos, no caso das mulheres. Nesse caso, será exigido, porém, o cumprimento de um tempo mínimo de 15 anos de contribuição e a comprovação da deficiência por igual período.

A Shell esta interessada na Petrobras
A Shell está interessada em negociar ativos no Golfo do México com a Petrobras ou outros parceiros disse o presidente da Shell Brasil, André Araújo, nesta quinta-feira (18). Segundo o executivo, o Golfo do México é uma área estratégica para a companhia na exploração em águas profundas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário