quarta-feira, 17 de abril de 2013

[Coluna Economia e Mercado] Brasil é último colocado em ranking sobre pouco retorno dos impostos








Brasil é último colocado em ranking sobre pouco retorno dos impostos
Entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população, mostra pesquisa divulgada nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (BPT) Esta é a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.

País soma 264,05 milhões de celulares em março, diz Anatel
O Brasil encerrou março com 264,05 milhões de linhas ativas na telefonia móvel, o que representa um crescimento de 0,38% na base de assinantes na comparação com fevereiro. No mês passado, houve 1,01 milhão de novas habilitações.

Mudanças no Plim Plim
Carlos Henrique Schroder diretor geral da TV Globo, anunciou mudanças na gestão da empresa. Como forma de  administrar as diferentes atividades foi criada a Direção de Planejamento e Gestão, sob a qual ficarão as áreas de Recursos Humanos, Infra-estrutura, Patrimônio e Engenharia.

Queixas contra bancos sobem 57% no 1º trimestre deste ano, aponta Banco Central
As queixas mais comuns foram por débitos não autorizados em conta (1.003, aumento de 46%), cobrança irregular por serviços não contratados (624, alta de 26%) e prestação irregular do serviço conta salário (624, crescimento de 109%).

Santander puxa a lista
Entre os bancos com mais de 1 milhão de clientes, a instituição com mais reclamações no trimestre foi o Santander, que encabeçou a lista do BC em fevereiro e março, seguido pelo Banco do Brasil. No ranking de instituições com menos de 1 milhão de clientes, os mais reclamados foram BMG e Bonsucesso.

Empresários brasileiros estão menos confiantes na economia nacional
Os empresários brasileiros estão menos confiantes no rumo da economia nacional e consideram que as condições para os negócios no país pioraram, afirmou nesta terça-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O órgão divulgou o chamado Índice de Confiança do Empresariado, que após ter chegado a 57,1 pontos há um mês se situou em 55,4 inteiros no início de abril.

Expectativa é de desaceleração da inflação de alimentos, diz FGV
A desaceleração da inflação de alimentos da primeira para a segunda quadrissemana de abril deve confirmar um movimento gradual neste sentido até o final do mês, puxando um recuo no Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), avalia o coordenador do indicador e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Paulo Picchetti. "O destaque é o grupo Alimentação, que está dando uma desacelerada e, na minha leitura, dá continuidade a essa trajetória para fechar o mês com o indicador perto de 0,50%".

Nenhum comentário:

Postar um comentário