terça-feira, 25 de junho de 2013

Joaquim Barbosa afirma não ter a menor vontade de se candidatar a presidente


 

Diário do Nordeste

Para Barbosa, resultado da pesquisa da Datafolha precisa ser suavizado, pois não abrangeu todos os extratos da sociedade

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, disse nesta terça-feira (25) que se sentiu "extremamente lisonjeado" com o resultado de pesquisa Datafolha que o colocou na liderança entre os preferidos dos manifestantes paulistanos para ocupar o cargo de presidente da República. Ele, no entanto, diminuiu o resultado.

"Eu me sinto extremamente lisonjeado, apesar de não ser político e jamais ter participado de campanha política. É excelente para a minha vida pessoal, para o meu histórico", afirmou. "São manifestações espontâneas de algumas poucas camadas da população brasileira. Não estão representados todos os extratos da população brasileira. Isso precisa ser mitigado", argumentou.
De acordo com o Datafolha, Barbosa foi mencionado por 30% dos entrevistados, contra 22% da ex-senadora Marina Silva, que tenta montar a rede Sustentabilidade para concorrer ao Planalto em 2014. Dilma (PT) aparece em terceiro, com 10%.
Questionado se ele consideraria a hipótese de se lançar, Barbosa disse que não. "Não tenho a menor vontade de me lançar candidato a presidente da República. Tenho quase 41 anos de vida pública, acho que está chegando a hora. Chega."

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário