sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Secretário da Segurança do Ceará quer urgência: 'sociedade gritando

Para secretário, prioridade é reduzir os homicídios e os crimes patrimoniais.
Servilho Paiva afirma que bancos devem colaborar com a segurança.

Do G1 CE

Tomou posse nesta quinta-feira (12) o titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), que substitui o coronel Francisco Bezerra, à frente da pasta deste o janeiro de 2012. O advogado Servilho Paiva deve permanecer no cargo por 16 meses, até o fim da gestão do Governador Cid Gomes, em dezembro de 2014.
Durante o discurso de posse, Servilho Paiva disse que pretende elaborar um plano estadual de segurança pública estabelecendo metas e prioridades. "O foco é reduzir os homicídios e os crimes patrimoniais que é o que mais traz sensação de insegurança [para a população].  Vamos montar uma equipe, reorganizar, dirigir foco. Enfim, definir metas. Esse é o momento para fazer esse diagnóstico e ir para frente, porque a sociadade já está gritando", reconhece.
Crimes a bancos
Para o novo secretário, se faz necessária uma parceria entre o poder público e as instituições bancárias para quer se possa diminuir as ações contra bancos, no Ceará. "Precisamos que a rede bancária invista mais ainda em segurança bancária. Tem dinheiro e o cliente está ali exposto. Portanto é um parceiro nessa construção. A gente tem que conversar e definir um limite. Óbvio que num corredor bancário com o da Santos Dumont, a segurança bancária tem que ser redobrada da nossa parte, mas tem que haver parceria com os bancos", disse.

Manifestações de rua
Servilho Paiva diz que espera grande manifestações de rua durante a Copa do Mundo, em junho de 2014, e que irá usar o serviço de inteligência da polícia como ação preventiva para evitar possíveis tumultos.
"As manifestações por óbvio atraem e concentram um volume de muitas pessoas, que atrai também os órgãos de segurança por conta do o que pode dali recorrer. O óbvio é que a polícia ostensiva tenha o poder de fazer a prevenção. Mas vamos casar isso com o trabalho de inteligência que é o que a aprofunda a investigação criminal", disse.
Homicídios
Com relação ao elevado índice de homicídios registrados no Ceará - 351 apenas no mês de agosto, segundo dados da própria Secretaria de Segurança - Servilho Paiva disse que pretende identificar as áreas mais críticas, onde as ações de combate à violência deverão ser intensificadas.  "Vamos identificar as áreas mais perigosas e vamos ter equipes para a gestão de cada área, o que deve reduzir homicídios naquela região", diz. De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (11), pela SSPDS,  desde o início do ano o estado soma 2.683 casos de homicídios, sendo 1.253 em Fortaleza  e 1.430 nas demais cidades. O aumento é de 18% em relação ao mesmo período do ano passado.
Novo secretário
Cearense, Servilho Paiva é formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e pós-graduado em Direito pela Escola Superior de Magistratura de Pernambuco. É Delegado da Polícia Federal da Classe Especial. Ex-secretário de Defesa Social de Pernambuco, foi também titular da Corregedoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará, na gestão do Coronel Francisco Bezerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário