quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Facebook lucra US$ 425 milhões no 3º trimestre de 2013

Rede faturou US$ 2 bilhões entre julho e setembro de 2013.
Número de usuários no site de relacionamento chegou a 1,2 bilhão.

Do G1, em São Paulo

Shin Jong-kyun, chefe da divisão de celulares da Samsung Electronics, e Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, se reuniram junto com Jay Y. Lee, vice-presidente do conselho administrativo da Samsung, no escritório da companhia em Seul, nesta terça-feira (18) (Foto: Lee Jae-Won/Reuters)
Shin Jong-kyun, chefe da divisão de celulares da Samsung Electronics, e Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, se reuniram junto com Jay Y. Lee, vice-presidente do conselho administrativo da Samsung, no escritório da companhia em Seul, nesta terça-feira (18) (Foto: Lee Jae-Won/Reuters)
O Facebook lucrou US$ 425 milhões no terceiro trimestre de 2013, segundo o balanço fiscal divulgado nesta quarta-feira (30) pela companhia. No mesmo período de 2012, a rede social havia registrado prejuízo de US$ 59 milhões.
A companhia faturou US$ 2 bilhões entre julho e setembro de 2013, 60% mais do que a receita de US$ 1,262 bilhão acumulada no mesmo período do ano passado.
A publicidade responde por 90% do total faturado e, de um ano para o outro, a receita auferida cresceu 66%, diz o Facebook.
Uma incógnita quando a companhia abriu seu capital na Bolsa em maio de 2012, os dispositivos móveis já respondem por 50% do faturamento com propaganda.
Pagamentos e outras contribuições como a advinda de jogos e aplicativos somam US$ 218 milhões.
No trimestre, a rede de Mark Zuckerberg atingiu os 1,2 bilhão de usuários, aumento de 18% sobre a base de membros do mesmo período de 2012.
O número de usuários que entra todo dia na rede social cresceu 25% e chegou a 728 milhões --o Brasil é o segundo país como mais usuários diários na rede social.
Já aqueles que acessam a rede por meio de aparelhos móveis somam 874 milhões, um salto de 45% ante o mesmo período do ano anterior.
As ações da companhia fecharam em baixa de 0,78%, vendidas a US$ 49. Após a divulgação dos resultados, porém, a cotação dos papéis disparou no mercado pós-fechamento. Às 19h20, valorizavam a 8,28%, a US$ 53.

Nenhum comentário:

Postar um comentário