quarta-feira, 6 de novembro de 2013

[Coluna Negócios e Mercado] Lucro da Vale mais que dobra no terceiro trimestre.




 negócios

Sócios minoritários do BICBANCO estão felizes.

Muita gente não sabe, mas Deusmar Queiroz dono do Grupo Pague Menos e o empresário  Beto Studart da BSPAR Incorporações são acionistas minoritários do banco que foi vendido para o China Construction Bank, segundo a coluna do Egidio Serpa o CCB pretende fechar o capital do banco e isso deixa os dois acionista felizes. 

Lucro da Vale mais que dobra no terceiro trimestre
O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre deste ano mais que dobrou, para R$ 7,949 bilhões, ante R$ 3,321 bilhões no mesmo período do ano passado, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (6) pela empresa. No segundo trimestre do ano, a empresa teve queda de quase 85% no lucro líquido, R$ 832 milhões, em comparação com o mesmo período do ano passado. A expectativa para o terceiro trimestre era de que o lucro da empresa praticamente dobrasse na comparação anual, segundo os analistas consultados pela Reuters.

Os preços mais elevados foram os principais responsáveis pelo resultado
Segundo a empresa, a alta no volume de embarques de minério de ferro e pelotas – que chegou ao terceiro maior volume na história da Vale, totalizando 83,6 Mt – e os preços mais elevados foram os principais responsáveis pelo resultado alcançado no trimestre. Também ajudou o resultado a queda do custo operacional do minério de ferro – mina, planta, ferrovia, porto após royalties – para US$ 22,10 por tonelada métrica, ante o custo de US$ 24,15 no segundo trimestre.

A produção de veículos cai em Outubro
A produção de veículos no mês passado caiu 2,5% na comparação com setembro, mas foi o melhor mês de outubro da história, com a marca de 323,8 mil unidades. No ano, foram produzidos 3,165 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, alta de 12,4% em relação aos dez meses de 2012.
Telefónica quer vender TIM Participações em 2014

A espanhola Telefónica busca uma solução de curto prazo para a Telecom Italia e mira vender a brasileira TIM Participações em 2014, disseram à Reuters diversas fontes a par da estratégia. Em busca de avançar na reestruturação da Telecom Itália, as fontes disseram que a única alternativa da Telefónica é colocar mais dinheiro na Telecom Itália para ganhar tempo e preparar a venda da TIM no Brasil.

Os ativos da TIM  podem ser repartidos entre a Claro , Oi e Vivo
A TIM Participações pode ter que ser repartida entre as operadoras móveis que já atuam no Brasil, pois a venda para apenas uma das companhias no país elevaria em demasia a concentração de mercado, algo indesejável para o governo brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário