quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

[Coluna É isso Ai!] Prenderam o “Bocão” do Barroso



Prenderam o “Bocão” do Barroso
A Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prendeu, no fim da tarde desta quinta-feira (20), o chefe da quadrilha que comandava os ataques a ônibus na Capital e Região Metropolitana (RMF). A informação foi confirmada pelo titular da DRF, delegado Raphael Vilarinho. Segundo a polícia é um tal de “Bocão” que mora Barroso II. Ele seria o chefe do tráfico da área do Barroso, que antes era comandada por “Henrique do Barroso", morto no último domingo (16), durante um motim na Unidade Penal Agente Luciano Andrade Lima (Upalal), a antiga CPPL I. E o que nos temos com a morte do Henrique?

Ciclovia: Mais um erro da prefeitura
A Prefeitura de Fortaleza reconheceu que as ciclovias e ciclofaixas já instaladas na Capital não foram construídas de forma integrada. A afirmação foi do secretário de Infraestrutura do Município, Samuel Dias, durante apresentação do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PCDI) de Fortaleza. É a falta de planejamento para todo o lado e dinheiro publico mal gasto.

Banheiros Bola foram demolidos pela prefeitura
 Nesta terça-feira (18), a Prefeitura de Fortaleza realizou a desobstrução das áreas públicas em que as obras estavam sendo construídas, na Regional II. A estrutura dos banheiros da Praça do Joaquim Távora e da Praia de Iracema foram demolidas antes mesmo de ficarem prontas e serem inauguradas. A prefeitura decidiu demolir os banheiros porque a empresa atrasou a obra e também sobre a alegação de que a empresa que tinha a concessão de exploração do banheiro estava em dificuldade. Agora é que ela ficou mesmo em dificuldade. É uma falta de respeito com a empresa que iria explorar os banheiros.

200 policiais contra gente de bem
Uma operação envolvendo 200 homens da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Defesa Civil e AMC começou a desapropriação, na manhã desta quinta-feira (20), de cerca de 350 famílias que vivem na Comunidade Alta da Paz, no Vicente Pinzón. As famílias estão sendo despejadas para a construção, no mesmo terreno, de um conjunto habitacional que receberá famílias do bairro Serviluz. Os moradores alegam que a decisão foi tomada sem a participação deles ou consulta popular. Mais uma furada da prefeitura municipal. Acorda Prefeito!

Por hoje é isso ai...

Nenhum comentário:

Postar um comentário