terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Presos acusados de atearem fogo em comerciante

Já foram presos, na tarde desta terça-feira (11), os dois autores envolvidos no caso do comerciante que teve seu corpo queimado por três homens em seu estabelecimento no bairro São Gerardo, na Área Integrada de Segurança 1 (AIS-1).

O caso aconteceu na noite de segunda-feira (10) após um menor - que foi espancado por atropelar, com sua bicicleta, uma senhora – ameaçá-la com uma escopeta. A mulher é mãe de um morador do bairro. Os vizinhos se assustaram com a ação do menor e um comerciante ligou para a Polícia Militar, através da CIOPS. Enquanto fazia a ligação, o comerciante foi visto no telefone pelos amigos do acusado. Logo após, três homens voltaram para atear fogo no denunciante e em seu estabelecimento.

Na ação, participaram Antônio Cristiano Souza da Silva, de 23 anos; Lucas Eduardo do Nascimento Araújo, 19 anos; e Rafael Sanzio Pinheiro da Silva Baltazar, 21 anos. Foram presos Antônio Cristiano, que já responde por porte ilegal de arma e furto, e Lucas Eduardo, ambos no bairro Ellery. As Polícias Militar e Civil continuam na procura de Rafael Sanzio Pinheiro, que já responde por homicidio, roubo, formação de quadrilha e continua foragido.

Segundo o comandante da Polícia Civil na AIS-1, Romério de Almeida, as buscas pelo terceiro autor do crime continuam, seguindo as pistas e declarações dadas pelos outros dois presos. Os acusados estão sendo autuados em flagrante por tentativa de homicídio e serão encaminhados para 34º DP. Já a vítima foi socorrida, encaminhada para o Instituto José Frota.

"O mais importante é que conseguimos dar uma resposta à sociedade em menos de 24 horas", ressalta o comandante da Polícia Militar na AIS-1, Tenente Coronel Francisco Souto.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário