sexta-feira, 7 de março de 2014

SSPDS apresenta balanço da Operação Carnaval 2014

Os dados consolidados pela Assessoria de Análise e Estatística Criminal (AAESC) mostram queda real de 50% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) nos Pólos de Carnaval de todo o Estado, locais estes responsáveis por concentrar as programações alusivas ao período festivo. Em 2013, foram registradas quatro mortes enquanto este ano foram duas. Estas mortes têm relação direta com as festas do feriado.

Para o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Servilho Paiva, os índices refletem a tranquilidade registrada nos principais locais de festa no Estado, tanto com relação aos crimes contra a vida, quanto aos crimes contra o patrimônio.

Considerando os crimes contra a vida cometidos em todo o Ceará sem relação com as festas do Carnaval, mas que ocorreram durante o feriado, houve um acréscimo de 16,4%, uma vez que em 2013 foram contabilizadas 61 mortes e, neste ano, 71. Em Fortaleza, houve empate, em 2013 e 2014, com 25 mortes.

Se comparados os mesmos períodos do ano, das 18 horas do dia 28 de fevereiro às seis horas do dia cinco de março, houve queda de 14,5%, caindo de 83, em 2013; para 71 este ano. Em Fortaleza, a redução foi ainda maior: 54,2%, passando de 48 para 22 CVLIs. Ressalte-se que o mesmo período desse ano foi feriado prolongado. Mesmo assim, apresentou redução.

Os casos de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), nos principais locais de festa no Estado, registraram uma redução de 17,6%, passando de 68 no ano passado para 56 este ano.

Os CVPs em todo o Ceará caíram 50,7%, passando de 426, em 2013, para 210 em 2014. Na Capital, a queda foi de 55,5%, reduzindo de 308 para 137.

O efetivo do Corpo de Bombeiros conseguiu resgatar 71 pessoas afogadas com vida neste ano, contra 35 no ano passado, um crescimento de 102,9%. Os afogamentos fatais aconteceram na mesma quantidade, cinco casos nos dois anos.

Já o trabalho realizado pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) nas estradas estaduais resultou em um acréscimo de 160,7% na apreensão de veículos (carros, motos e ciclo motores), indo de 257, no ano passado, para 670, em 2014.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário