domingo, 4 de maio de 2014

'Copa do Povo' assim o MST batizou a ocupação a 4 km do Itaquerão

Foram levantado mais de 2. 500 barracos em 40 horas.

Centenas de famílias ocupam o local, na zona leste - Diego Zanchetta/Estadão
Foto O Estado de São Paulo
É cada vez mais mais preocupante os movimento que acontecem no Brasil relativos a Copa do Mundo. Vejo nos jornais que o MST ocupou no dia 03/05 uma área de 150 mil m² que estava desocupado havia 29 anos, a cerca de 4 quilômetros da Arena Corinthians, conhecida como Itaquerão, onde será o primeiro jogo da Copa do Mundo.

Veja que  há mais de 29 anos uma área como essa esta desocupada e provavelmente  nunca ninguém reclamou a sua posse até agora pois agora em um passe de mágica vão aparecer os donos para impetrar uma ação contra os invasores. Não estou defendendo as invasões pois o direito de propriedade é garantido na CF/88 e deve ser respeitado. O Estado ao meu ver tem o dever de mapear essas áreas para que não ocorra com essa pessoas o que ocorreu por exemplo na invasão do prédio da OI no Rio de Janeiro onde as pessoas foram expulsas sem direito a tirar seus coisas. 

Não é possível que em tempo de internet onde tudo é divulgado não se soubesse desse movimento. Para se ter uma ideia as famílias começaram a chegar no local em 17 ônibus, 50 carros e motos e segundo o jornal O Estado de São Paulo já foram levantados 2.500 barracos e certamente daqui para terça feira vão desocupar esse terreno com todo rigor da lei e mandar embora essas pessoas para algum lugar de preferência longe do estadio de Itaquerão onde elas não atrapalhem a Copa , fruto de um delírio de um governo que achou que se poderia fazer uma Copa do Mundo  e uma Olimpíada sem antes cuidar de um povo que anseia muito mais que simplesmente ver uma bola rolando de um lado para outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário