domingo, 29 de junho de 2014

Classificação do Brasil foi garantida em jogo sofrido no Mineirão

 Jogo  sofrido e a decisão nos cobrança de pênaltis

Notícia adaptada com informações da Agência Brasil
Torcedores fazem a festa no Jogo entre Brasil e Chile, no Mineirão (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Muita gente apostou que seria um jogo difícil. E foi. As mais de 57,7 mil pessoas que foram ao Estádio Mineirão na tarde de hoje (28) presenciaram uma partida tensa, muito disputada no meio de campo e com direito à prorrogação e disputa por pênaltis antes da classificação do Brasil para as quartas de final da Copa do Mundo.  Também houve muitas jogadas polêmicas, o que fez com que a torcida questionasse muito, inclusive com vaias e palavrões, o comportamento do juiz Howard Webb em campo. “Ele está vendido”, gritava a torcida brasileira durante a prorrogação.


O Brasil abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio de Neymar, Thiago Silva desviou de cabeça e a bola sobrou para David Luiz dividir com Vargas, que mandou para o fundo da rede. O juiz deu o gol para o brasileiro. David Luiz, que era dúvida na partida, se emocionou muito com o gol e o dedicou ao técnico Luiz Felipe Scolari.

Depois do gol, o Brasil passou a jogar mais recuado. Pressionando, o Chile chegou ao empate aos 31 minutos do primeiro tempo, após o Brasil ter errado na reposição de bola em sua área de defesa. Hulk errou na cobrança de lateral feita por Marcelo, Vargas roubou a bola, que acabou sobrando para Alexis Sánchez empatar o jogo. O gol animou a torcida chilena no Mineirão, que tentou abafar os gritos da imensa massa verde e amarela do estádio.
O segundo tempo começou com Fernandinho arriscando um chute de fora da área.  A bola passou próxima ao gol. Cinco minutos depois, Hulk fez um gol para o Brasil, mas o juiz invalidou o lance alegando que a bola tocou no braço do jogador antes de ir para o fundo da rede.

A queda no jogo desanimou bastante a torcida no Mineirão, que só voltou a vibrar aos 35 minutos, quando Neymar arriscou de cabeça no meio do gol e Bravo defendeu.

Na cobrança de pênaltis, David Luiz, Marcelo e Neymar marcaram para o Brasil. Willian chutou para fora e Hulk teve a sua cobrança defendida por Bravo. Pelo Chile, Díaz e Aránguiz marcaram, mas o goleiro Julio Cesar fez duas defesas em chutes cobrados por Pinilla e Sánchez e, para alegria dos brasileiros, Jara errou a última cobrança mandando a bola no travessão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário