segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Dilma: investigação da Petrobras mudará para sempre o país

“Não é monopólio da Petrobras ter processos de corrupção" disse a presidenta

A presidenta Dilma Rousseff disse que as investigações sobre o escândalo envolvendo a Petrobras mudará, de forma definitiva, as relações entre sociedade, Estado e empresas no Brasil. Segundo ela, este não é o primeiro escândalo do tipo no país, mas o primeiro a ser investigado, o que mudará “para sempre” o país no que se refere ao combate à impunidade, até porque, ressaltou, há possibilidades de que a origem do atual escândalo seja justamente os escândalos anteriores que não foram investigados.

Para a presidenta, o caso representa uma “questão simbólica” para o Brasil. “Acho que é a primeira investigação efetiva sobre corrupção no Brasil que envolve segmentos privados e públicos. A primeira que vai a fundo. Agora, nós podemos listar uma quantidade imensa de escândalos no Brasil que não foram levados a efeito. E, talvez, sejam esses escândalos que não foram investigados, que são responsáveis pelo que aconteceu na Petrobras”.
Agência Brasil

2 comentários:

  1. Boa tarde..
    Olá amigo PEDRO...
    A presidente Dilma ainda deve estar de ressaca, pois parece que ainda não acordou da festança da reeleição.
    É óbvio que jamais neste país será como antes depois desta investigação e ainda mais por que ainda tem nomes quais estão blindados, mas espere a pessoa se cansar e ver que não adianta querer esconder mais esta sujeira e até o dela vai entrar com tudo neste imbróglio.
    Enfim a sujeira desta vez não vai para debaixo do tapete, desta vez o povo quer justiça e limpeza destes corruptos no sentido literal da palavra.
    Desejando uma magnífica segunda feira
    Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bom dia Clara, desculpe pela resposta atrasada.
      Concordo com você o Brasil precisa tirar essa história a limpo. Por muito tempo vigorou a regra de Gerson, "Tirar vantagem em tudo" e isso precisa acabar. è lógico que em negociações sempre algum vai ganhar mais que o outro mas isso deve ser um crédito dado a experiência do negociador e as condições do momento e nunca fruto de uma corrupção o negociatas obscuras.
      Hoje publiquei um artigo de Ricardo Semler publicado na Folha em que ele coloca a culpa em nós afirmando e perguntando "Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?" . Por isso eu digo o jogo de interesses sempre existiu e vai existir. O que precisa acabar é a força do poder econômico onde as pessoas se vendem ao invés de lutar por aquilo que acreditam!
      Um abraço
      Pedro Paulo.

      Excluir