quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Especialista indica o que fazer com o dinheiro extra do 13º salário

(DINO) 09/12/2014

Segundo o Dieese, o pagamento do 13º salário deverá injetar cerca de R$ 158 bilhões na economia brasileira até dezembro, montante que representa aproximadamente 3% do PIB do país. Considerado um bônus pela maioria dos trabalhadores, a utilização deste valor precisa ser adequadamente planejada e ter destino certo. Para auxiliar no direcionamento deste dinheiro extra, Marcelo Correa, docente do curso de Administração da Universidade Anhembi Morumbi, indica oito atitudes que podem ajudar a entrar em 2015 com as contas no azul:

1º - Resista bravamente aos apelos do consumo imediato. Somos tentados a consumir todo este “extra” e até um pouco mais, comprometendo a colheita futura. O ponto aqui se baseia no equilíbrio entre desejo e necessidade;

2º - Liquide as suas dívidas. Se você tem dívidas, escolha aquela que tem o maior componente de juros e tente quitá-las, negocie com a instituição financeira ou lojista um desconto interessante pela antecipação, procure obter uma relação “ganha/ganha”;
3º - Faça o dinheiro trabalhar a seu favor. Invista em produtos financeiros que estejam em linha com o seu perfil de investidor (conservador, moderado e arrojado). Estabeleça um propósito futuro para o destino deste recurso, isto o ajudará a se manter motivado enquanto acumula capital;

4º - Negocie com a escola de seus filhos. Pagar antecipadamente as mensalidades do próximo ano. A priori as escolas oferecem taxas de descontos irrecusáveis. Nesta época, as escolas particulares iniciam o processo de matrícula, surge então uma oportunidade de antecipar pagamentos e economizar um pouco.

5º - Invista em sua própria formação. Veja qual curso está alinhado com o planejamento de sua carreira e faça a matrícula. Negocie também a possibilidade de um bom desconto para a opção do pagamento à vista e ou isenção da matrícula;

6º - Destine parte do recurso, para fazer uma reserva. Este ponto é importante para os pagamentos das contas chamadas de “início de ano” como: IPVA, IPTU, anuidades de conselhos ou categorias, etc.;

7º - Programe a sua jornada cultural do próximo ano. Faça uma abertura mais analítica do seu orçamento anual e insira os programas culturais de sua cidade como: cinemas, espetáculos, exposições, apresentações de músicas clássicas e populares, feiras, aquisições de CDs, DVDs e livros;

8º - Afine o instrumento. Como diz o escritor Stephen Covey, o objetivo é buscar a renovação das quatro dimensões de sua natureza: física, espiritual, intelectual e emocional, que devem ser exercidas com regularidade. Avalie o seu orçamento e veja se parte deste recurso pode ser empregada em alguma atividade que lhe traga prazer e equilíbrio, como uma viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário