sábado, 20 de dezembro de 2014

Operação de combate ao tráfico e roubos resulta na prisão de quatro em Itarema

Quatro pessoas foram presas, nessa quinta-feira (18), em Itarema, na Área Integrada de Segurança 17 (AIS 17) do Estado, em cumprimento a mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz de direito de Comarca do município. Um homem também foi detido por incorrência em Crime Ambiental.
A ofensiva, executada pela Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com a participação de 143 policiais, dentre militares e civis; e apoio do Ministério Público (MP), teve como foco o combate ao tráfico de entorpecentes e roubos na área.

João Batista de Oliveira Filho (18) e João Paulo Rodrigues Figgone (19) foram capturados em flagrante, na entrada de Itarema, com certa quantidade de maconha embalada, de forma a caracterizar o crime de tráfico; e uma motoneta Yamaha com chassi suprimido. José Gerôncio de Souza (51), também preso durante a ação, na Rua São Luis, foi flagrado com uma espingarda calibre 32 de fabricação artesanal, munição e um cartucho calibre 32 deflagrado. A Polícia localizou, ainda, na localidade de Lagoa Seca, maconha e crack, além de uma espingarda calibre 32 e um cartucho calibre 32 deflagrado em poder de Cícero Alves Muniz (32).
No mesmo dia, na Rua da Várzea, policiais apreenderam dois marrecos, um cágado e duas cotias, caracterizando Crime Ambiental, que resultou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).
Procedimentos
Todos eles foram encaminhados à Delegacia de Itarema para realização dos procedimentos cabíveis. João Batista e João Paulo foram autuados por tráfico e associação para o tráfico, Artigo 33 e 35 da Lei dos Entorpecentes; José Gerôncio de Souza foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, Artigo 12 da Lei do Desarmamento; Cícero Alves Muniz foi autuado por porte ilegal de arma de fogo - Artigo 14 da Lei do Desarmamento e por posse de entorpecente para uso, Artigo 28 da Lei dos Entorpecentes.
A exemplo desta, a SSPDS vem realizando operações de combate à criminalidade em todo o Estado. As ações se tornaram mais contínuas desde janeiro de 2014, por ocasião do Programa Em Defesa da Vida, do Governo do Estado.
O Programa divide o território do Ceará em 18 Áreas Integradas de Segurança (AIS), onde todas as forças que compõem a segurança atuam na redução dos crimes, por meio do cumprimento de metas.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário