sábado, 31 de janeiro de 2015

Suspeitos de latrocínio de policial civil são presos em Fortaleza e Região Metropolitana

 Algemas, Aplicação Da Lei, Polícia
A Polícia Civil (PCCE) efetuou as prisões, nesta sexta-feira (30), dos cinco suspeitos de envolvimento no latrocínio do inspetor da PCCE, Tony Ítalo Lima Pinheiro, 28 anos, morto na última quarta-feira. Durante a madrugada, uma incursão policial levou até três homens, no bairro Aerolândia, na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4). À tarde, foram encontrados os outros dois envolvidos, em Horizonte, na AIS 9.


Após a análise de imagens de câmeras de circuito interno e denúncia de moradores da comunidade do Lagamar, as equipes de policiais civis da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa, Divisão Anti-Sequestro e 34º Distrito Policial (DP) realizaram diligências na busca dos suspeitos de latrocínio do inspetor. Foram presos em suas casas três dos cinco envolvidos no caso, são eles: Yuri Nogueira Correia, 19 anos; Antônio Romário Sousa dos Reis, 20 anos, e Rafael Gomes da Silva, 20 anos, que, além de ser considerado um dos líderes da quadrilha, já responde por roubo qualificado.

Já na tarde de hoje (30), policiais civis da Delegacia Metropolitana de Horizonte encontraram Antônio Anderson Pereira, 25 anos, vulgo Bigu, que responde por tráfico de drogas, receptação, além do menor de iniciais J.L., 14 anos. Os dois andavam pelas ruas em direção a praça da cidade, do bairro Zumbi, quando foram abordados e identificados pelos inspetores.

O caso
O policial Tony Ítalo Lima Pinheiro, 28 anos, teve morte cerebral, na última quarta-feira (27), por ter sofrido uma pancada na cabeça em decorrência de um acidente com seu carro, após ter sido assaltado e baleado por cinco homens, no bairro Joaquim Távora, na AIS 3.

Segundo o delegado titular do 34º Distrito Policial (DP), Romério Almeida, que investiga o caso, o fato se deu quando Tony teria ido deixar um colega em casa, quando foi surpreendido por três assaltantes a pé. Após a abordagem, os homens teriam atirado contra o servidor que acelerou o carro na tentativa de fugir dos criminosos. Mesmo tendo o tiro transfixado seu peito, Tony ainda teria percorrido alguns quarteirões, mas acabou desmaiando e colidindo seu veículo em uma árvore.  

Sobre as investigações
Todos os homens presos fazem parte de uma quadrilha, especializada em assaltar suas vítimas durante a madrugada e começo da manhã. Ainda segundo o delegado, Rafael Gomes, “Bigu” e o menor seriam os principais suspeitos de terem abordado e atirado contra o policial, enquanto Yuri Nogueira e Antônio Romário davam cobertura aos assaltantes em um carro.

Yuri Nogueira e Antônio Romário foram levados ao 34º DP para a realização dos procedimentos legais. Já Rafael Gomes, que estava ferido na perna, foi encaminhado para o IJF, sendo levado posteriormente à delegacia. Os três foram autuados em flagrantes pelo crime de latrocínio e formação de quadrilha.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário