domingo, 8 de fevereiro de 2015

Refinaria Abreu e Lima daria prejuízo assim como a do Ceará e Maranhão


A verdade é que não se podia mas enganar o povo com discursos que eram usados apenas como forma de ganhar a eleição.

Vejam só como as coisas funcionavam na Petrobras.Foi pedido a  ex-gerente da Área de Abastecimento da Petrobras, Venina Velosa que ocultasse de seus relatórios que a refinaria de Pernambuco era um projeto que traria prejuízos financeiros para a estatal. Ela foi responsável pelos estudos sobre a viabilidade técnica e financeira que antecederam a aprovação da execução, em 2012, pelo Conselho de Administração.


Conforme a Agência Brasil os ex-diretores Paulo Roberto Costa e Renato Duque, ex-diretores de Abastecimento e de Serviços, respectivamente, sabiam que a refinaria teria retorno negativo de US$ 3 bilhões. Mesmo tendo sido alertados, ambos determinaram a execução do projeto, segundo ela. A execução foi aprovada em 2012 pelo Conselho de Administração, com investimento de US$ 17 bilhões.

É um descaso o que  acontece nesse país, estudos de viabilidade são desprezados por questões políticas e o pior são criados projetos cuja a intenção é "ganhar" dinheiro em cima com super faturamentos dos projetos a fim de tirar uma porcentagem. Além disso esses projetos são feitos para enganar o povo , veja os episódios do Ceará e Maranhão onde milhões foram gastos com infraestrutura , cursos foram criados, empresários e jovens foram enganados por um discurso de progresso falso dizendo que a região iria sofrer um desenvolvimento muito grande e no final não deu em nada , só restaram choro , velas e obras que consumiram outros tantos milhões. A Petrobras culpou o mercado e disse que revisou estudos e tudo mais. Mas a verdade é que não se podia mas enganar o povo com discursos que eram usados apenas como forma de ganhar a eleição.

O que é mais triste  é constatar que os governantes e ex-governantes  se calam com medo de serem envolvidos nesses escândalos  e muitos tem culpa no cartório. Uma coisa é certa quem paga é o povo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário