sábado, 25 de abril de 2015

Planos não se prepararam para o atendimento infantil

 após venda de hospital
Image-0-Artigo-1841915-1
Foto Diário do Nordeste

Para as mães de pacientes, as operadoras de saúde não deram opção de atendimento

Após a venda do Hospital Infantil Luís França - maior unidade pediátrica do Ceará -, mães relatam dificuldade para que os filhos possam ser atendidos em unidades de emergência em Fortaleza. Para elas, faltou preparo aos planos de saúde, que não deram opção de atendimento aos usuários após a saída da clínica, como prevê a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Pela Lei 13.003, as operadoras de saúde devem substituir cada prestador de serviço, inclusive hospitalar, que for descredenciado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário