terça-feira, 7 de abril de 2015

Terceirizações: Mais uma vez o governo só olha o lado dele


atenção 



O projeto Terceirizações cria várias polêmicas no Brasil. Um dos pontos mais polêmicas é  ele não estabelece limites ao tipo de serviço que pode ser terceirizado ou seja qualquer empregado pode ser terceirizado , do porteiro ao gerente, sem distinção. 

Muitos se perguntam ao longo do tempo o que a empresa ganha com isso já que ela além de pagar os mesmos impostos que pagaria se ela contratasse diretamente o empregado tem que pagar o lucro ou taxa da empresa que esta fornecendo a mão de obra. O que as empresas ganham com isso?


Esse ponto é que é o mais interessante para as empresas pois em termos de estrutura empresarial acaba-se com os departamentos de recursos humanos, folha de pagamento, hierarquia , planos de saúde.

Para os trabalhadores acabam-se os planos de carreira , PLR, reconhecimentos,progressão de carreira e tudo mais. Muitos de vocês podem estar pesando.Basta arrumar outro emprego! Ai meus amigos que esta o ploblema voçê não é mais um colaborador e sim um terceirizado da empresa A que presta o mesmo serviço para uma empresa B ou C e provavelmente você vai fazer a mesma coisa em B ou C sem direito a um aumento de salário.

E porque eu disse que o governo só pensa nele, um dos pontos polêmicos era obrigações trabalhistas serem de responsabilidade somente da empresa terceirizada e isso poderia fazer o governo perder receita. O governo acertou que FGTS, IR e CSLL serão pagos pela empresa que contrata a terceirizada e os salários continuam sendo pagos pela terceirizada. Apenas isto foi modificado e é o que interessa para o governo.

Já o resto interessa as empresas e ao  governo já que ele poderá terceirizar suas atividades também e assim explorar algum dono de terceirizada com a cobrança de "taxas" ou entregar as empresas para algum aliado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário