domingo, 3 de maio de 2015

O comércio tem grandes estoques



 Resultado de imagem para movimento fraco no comércio fortaleza
Por redação
(veja.com) As vendas do Dia das Mães não devem ajudar diminuir os estoques do comércio. Em abril, 28,3% das companhias do varejo acumulavam um volume de estoques acima do ritmo de vendas, é a maior marca desde de que o índice começou a ser medido em 2011.
O economista da CNC, Fábio Bentes. Ele projeta crescimento de apenas 0,5% das vendas do Dia das Mães, o
menor resultado desde 2004, quando houve um recuo de 1,9%.
Lojistas do ramo de bens duráveis acreditam vendas de móveis e de eletrodomésticos devem recuar 2,8% no Dia das Mães, aponta a CNC. Essa tendência já foi observada no primeiro trimestre. Segundo fontes do mercado, as vendas de geladeiras, fogões e lavadoras, caíram 15% em relação ao primeiro trimestre de 2014. Nas TVs, outra linha de produto de alto valor, a retração anual no primeiro trimestre foi ainda maior, de 20%.
A compensação parcial da queda nas vendas de itens mais caros e dependentes de crédito pode ocorrer por conta dos artigos de perfumaria e telefone celular, que ainda é objeto de desejo de muitos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário