domingo, 21 de junho de 2015

Aposentadoria para todos em vez de roupas de palhaços


 Resultado de imagem para palhaço assustador



Saibam que os 21 bilhões de reais desviado daria para adquirir duas fantasias de palhaço para cada um dos 203 milhões de brasileiros.

Pedro Paulo Morales

Muito me estranha esse déficit da previdência social no nosso pais. O governo diz que a previdência é deficitária e que se não aumentar a idade para que a pessoa tenha direito a se aposentar a previdência pode quebrar.
O editorial do Portal Vermelho diz que o déficit da previdência é uma falácia, desmentida pela simples leitura do artigo 194 da Constituição Federal, que coloca a Previdência Social como parte integrante do sistema da Seguridade Social, sistema este composto pelo tripé Saúde, Assistência Social e Previdência Social, sendo que os recursos adquiridos com as contribuições sociais são destinados para o orçamento da Seguridade Social como um todo.

Segundo dados da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), continua o editorial, o sistema de Seguridade Social obteve, nos últimos cinco anos, um superavit estimado em R$ 100 bilhões.

Onde está então, o problema? Questiona o editorial. Para a publicação o problema foi gerado em 1994, quando FHC, na época ministro da Fazenda, apresentou a proposta (que seria de um dos economistas neoliberais que o assessoravam) de criação de um mecanismo chamado DRU (Desvinculação de Receitas da União), que permite remanejar 20% do que a União arrecada com contribuições sociais para o orçamento fiscal. Assim, bilhões de reais todo ano são usados para arcar com os juros e encargos da dívida pública federal. Trocando em miúdos, sai dinheiro da área social e vai para o bolso dos barões do mercado financeiro.

Segundo reportagem do jornal Zero Hora O envelhecimento da população, a entrada de cada vez menos pessoas no mercado de trabalho e aposentadorias precoces pesam contra. Projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística indicam que em 2050, o percentual da população em idade ativa será de 57% da população. Esse problema parece não ser apenas dos brasileiros. Na Europa as conquistas sociais obtidas ao longo de décadas estão ameaçadas ante o alto endividamento público, inflado por gastos crescentes com previdência. Com o envelhecimento da população e a estagnação das economias desde 2009, o problema se agravou e a maioria dos países passou a promover reformas no sistema. As mudanças foram altamente impopulares e levaram milhares a protestar nas ruas.

No Brasil o veto da presidente Dilma a formula da fórmula 85/95 e com a criação de um “pedágio” com aumento gradativo na idade para se aposentar subindo anualmente a partir de 2017, até alcançar 90/100, os seja um homem que começa a trabalhar com 20 anos apenas terá direito a se aposentar aos 65 anos ou seja ele terá que trabalhar mais 10 anos para poder fechar a idade. Fazendo uma rápida conta de padeiro essa pessoa para trabalhar 35 anos como antes bastaria entrar no mercado com 30 anos de idade que estaria tudo bem a pessoa se aposentaria dentro das regras.

O governo está estimulando a entrada tardia no mercado de trabalho ou pior vai criar um problema pior ainda pois todos sabemos que é na juventude que se ganha experiência e se tem mais energia para o trabalho.

Talvez o retardo de entrada de jovens no mercado de trabalho seja um erro. Você que tem na faixa de 50 anos qual a sua perspectiva de trabalho para os próximos 15 anos? Será que a empresa que você trabalha vai querer você nas suas fileiras? E você vai aguentar mais 15 anos de pressão com um corpo já apresentando as primeiras dores de 30 anos de trabalho?

No meu modo de pensar acho que o problema não é retardar a saída dos trabalhadores do mercado de trabalho, mas sim dar condições para que eles possam se cumprir uma etapa da vida e diminuir o ritmo de trabalho.

O governo poderia criar estímulos para que as pessoas se aposentassem e continuasse a trabalhar normalmente, como por exemplo a dispensa de uma empresa de cumprir algumas obrigações trabalhistas para com o aposentado como por exemplo FGTS, seguro em grupo, a proibição realizar horas extras e a diminuição de contribuição para INSS.

Afinal cada trabalhador já contribuiu 35 anos para ter direito a aposentadoria e não é justo que ele tenha que contribuir com mais dinheiro somente porque alguém roubou o recurso ou o governo usa a previdência para cobrir rombos e estouros.

A previdência é de todos e o Brasil é de todos. Sendo assim é justo que os brasileiros se ajudem mutuamente o que não é justo é que se roube e coloque a culpa em quem sempre trabalhou

Saibam que os 21 bilhões de reais, segundo a revista VEJA, montante desviado da Petrobras durante os anos de governo petista  segundo estimativa do banco americano Morgan Stanley daria para pagar a aposentadoria de 888.324 aposentadorias de R$ 788,00 durante 30 anos ou ainda, adquirir duas fantasias de palhaço para cada um dos 203 milhões de brasileiros ao custo de 50,00 cada uma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário