sábado, 24 de outubro de 2015

País fecha 95 mil empregos em setembro



Com o resultado de setembro, o país acumula o fechamento de 657.761 postos em 2015.

Pelo sexto mês seguido, o país demitiu mais do que contratou. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje (23) pelo Ministério do Trabalho, a economia brasileira fechou 95.602 vagas formais de emprego em setembro. O resultado é o pior para o mês desde 1992, quando começou a série histórica.

O Caged registra as contratações e as demissões de postos com carteira assinada em todo o país. Com o resultado de setembro, o país acumula o fechamento de 657.761 postos em 2015. O resultado é o primeiro negativo para os nove primeiros meses do ano desde o início da série histórica divulgada pelo Ministério do Trabalho, em 2002.

 O setor de serviços foi o que mais demitiu

Os setores da economia que mais demitiram em setembro foram o de serviços, com o fechamento de 33.535 postos de trabalho, e da construção civil (-28.221). Em terceiro lugar, vem o comércio, que fechou 17.253 vagas. No acumulado em 12 meses, a indústria de transformação lidera as demissões, com o fechamento de 515.516 postos, seguida pela construção civil (-426.746) e os serviços (-150.012).

O Nordeste foi a região onde o nível de emprego cresceu

Por regiões, a retração das vagas formais concentrou-se no Sudeste em setembro, com o fechamento de 88.204 vagas, seguido do Sul (-21.088), Centro-Oeste (-8.958) e Norte (-3.470).
Somente o Nordeste registrou aumento no nível de emprego, com a criação de 26.118 postos no mês passado.Nos últimos 12 meses, todas as regiões demitiram mais do que contrataram. O Sudeste lidera o fechamento de vagas, com 725.081 empregos a menos, seguido pelo Nordeste (-186.994) e pelo Sul (-173.789).
 
Com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário