domingo, 1 de novembro de 2015

Golpe de R$ 50 milhões em megaempresário

Nota da redação: A Folha de S. Paulo teve de dar direito de resposta a Maria Helena Gimenes, em função dessa reportagem o Falando da Notícia reproduziu a reportagem tendo com referencia o site do O Estado/CE. Leia o artigo   O falso "golpe"


O empresário Emídio Mendes, 69, recebeu de um amigo português a indicação de uma pessoa no Brasil capaz de ajudá-lo a se livrar de tonturas que o atormentavam havia anos.
Foi a partir disso que, em 2009, conheceu em São Paulo uma mulher chamada Vitória, tida como uma vidente.
Seis anos depois, porém, além de não ter conseguido conter as tonturas, contabiliza prejuízo de cerca de R$ 50 milhões e enfrenta uma briga judicial para manter o controle de suas empresas -é dono de grupo que inclui shopping, jornal ( fechou em abril deste ano devido ao acumulo de dividas) e uma pedreira (a Massaguaçu) -  o Riviera Group. 

A vidente, na verdade se chama Maria Helena Gimenez, Tem idade e naturalidade incertas e é uma velha conhecida da polícia. Consultas policiais atribuem a ela quatro RGs diferentes.
Segundo policiais ouvidos pela Folhapress, ela integra uma rede de falsos videntes especializada em obter grandes quantias com venda de trabalhos espirituais fraudulentos.

Com informações do O Estado CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário