quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Cunha diz que parecer favorável a contas do governo não muda impeachment

Brasília - Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha após encontro com o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, para discutir impeachment (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Antonio Cruz/Agência Brasil
 Agência Brasil
(Brasília- 23/12/2015)- O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse ontem (23) que o parecer favorável do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) à aprovação das contas do governo federal em 2014 não muda seu entendimento sobre o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
Segundo Cunha, o processo está baseado em decretos editados em 2015, que estariam em descordo com a lei orçamentária.

Na terça feira  (22), Gurgacz, que é relator das contas do governo referentes a 2014 na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, defendeu a aprovação das contas com ressalvas. O entendimento de Gurgacz difere da posição adotada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que recomendou ao Congresso Nacional a rejeição das contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário