quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Crie um Plano de Desenvolvimento Individual e vá cada vez mais longe

Desenvolvimento Profissional 
Homem, Mulher, Empresários, Economia O Plano de Desenvolvimento Individual, ou PDI, nada mais é do que um processo que utiliza planos de ações para que um profissional avance até um estágio mais avançado. Em outras palavras, o PDI ajuda para que a jornada da carreira não perca o foco - afinal de contas, a vida é cheia de surpresas, não é mesmo?

Este Plano de Desenvolvimento Individual faz (ou deveria fazer) parte do projeto de desenvolvimento pessoal e profissional de qualquer pessoa e nas empresas familiares não seria diferente.
Para Eduardo Valério, diretor-presidente da JValério, especializada em empresas familiares, o PDI diz respeito ao antigo plano de carreira que as pessoas desenvolviam. A diferença é que o PDI é muito mais amplo partindo de uma avaliação individual das caracteristicas específicas e técnicas de cada indivíduo.

Eduardo Valério explica que a grande vantagem do PDI é justamente o fato de que esta avaliação acaba se mesclando com as características pessoais e projetando tudo isso no futuro. “As informações são fundamentais. É com o PDI que se detecta quais são as características pessoais que poderão ser melhor aproveitadas em determinadas funções, como gestor ou pesquisador, por exemplo. O PDI dá um caminho bastante concreto para qualquer pessoa” completa Eduardo.

O diretor presidente da JValério conta ainda que o PDI vale para qualquer setor na empresa familiar, independente de ser um diretor ou um presidente. “Este plano serve como um guia para processos de promoções, de aperfeiçoamento e treinamento.

Elaborando o PDI
Para um PDI bem feito, é preciso ter disciplina e ser honesto com as informações utilizadas para que o resultado seja o ideal. Tudo deve partir basicamente do seguinte questionamento:

Onde estou hoje e onde quero chegar?

1 - Análise Institucional
Analise todas as áreas de sua vida avaliando o quanto está satisfeito. Carreira, vida acadêmica, familiar, esportes que pratica, etc. Serve para dar um norte para entender o que você precisa para melhorar nesses aspectos.

2 - Crie um Mapa de Competência
Coloque no papel o que você acha necessário para melhorar cada ponto da Análise Institucional para alcançar o seu objetivo. Por exemplo, a necessidade de melhorar a capacidade de decisões rápidas.

3 - Defina Objetivos e Metas
Serve para direcionar seus esforços em uma meta por vez. Esta etapa trabalha visão e foco no objetivo - seja pessoal ou profissional.

4 - Hora do Plano de Ação
Com todas as informações anteriores, é assertivo criar toda a estratégia para seguir em frente. O plano de ação vai depender muito das características e dos aperfeiçoamentos individuais alcançados.

5 - Tenha a visão de um Coaching
Melhor do que tentar fazer sozinho, um coaching pode - e vai - ser muito útil. A visão de um terceiro é ideal para avaliar se o caminho está correto, se as escolhas foram corretas e se o foco está mantido.

Sobre Eduardo J. Valério

Eduardo J. Valério é graduado em graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), especialista em Estratégia e Marketing pela Kellogg Business School e especialista em Governança Corporativa para Empresas Familiares pela Wharton Bussiness School, Pennsylvania. Eduardo é diretor-presidente da J. Valério Consultoria S/C Ltda, associada à Fundação Dom Cabral (FDC) para os estados do Paraná e Rondônia, e vice-Presidente da Federação Nacional das Associações dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (FENADVB).
Fonte:
KAKOI Comunicação
www.kakoi.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário