sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Laboratório de refino de droga é desativado em Caucaia

Foto:SSPDS
Um laboratório de refino de cocaína e fabricação de crack foi desativado, nessa quarta-feira (20), pelos policiais civis da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). O local funcionava em um apartamento residencial no bairro Tabapua, na Caucaia - Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07). Dois adultos e um adolescente acabaram detidos. Os policiais civis "estouraram" o laboratório que funcionava em um apartamento na Avenida Mister Hull. No local, foram presos Igor Mendes Oliveira (20), que não tinha antecedentes criminais, e Paulo Leandro de Oliveira Sousa (28), que já responde três procedimentos por roubo e uma contravenção penal. Um adolescente de 16 anos foi apreendido. Os policiais chegaram no momento em que os homens preparavam a droga. No local, foram apreendidas 850 gramas de cocaína, 275 gramas de crack, nove tubos de bicabornato de sódio, apetrechos para a fabricação e embalagem da droga, balança de precisão, aparelhos celulares e duas maquinetas de cartão de crédito.  Os adultos assumiram que eram comparsas e responsáveis pela droga, já o adolescente afirmou que estava no local para "aprender a virar o entorpecente" (transformar a cocaína em crack).

Durante as investigações, os policiais descobriram que o local servia apenas como laboratório da droga. De lá, seguiram para a residência de Leandro, no bairro Genibau - na AIS 02 - em Fortaleza, onde apreenderam mais 220 gramas de cocaína.
A dupla foi encaminhada à sede da DCTD, onde foi autuada por tráfico, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menor. Já o adolescente foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foi lavrado um auto de apreensão em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Armas aprendidas

Outra ação realizada pela DCTD, na última terça-feira (19), na Rua Roberto Carvalho, no bairro Passaré, na AIS 05, e no município da Pecém, na AIS 07, resultou nas prisões de Antonio Alex Nogueira da Silva (24), que já responde por porte ilegal de arma de fogo e crime de trânsito, Edison Maia Junior (27) e João Martins Pereira (34), o "Mano". Com eles os policiais apreenderam dois revólveres calibre 38 municiados, 45 gramas de cocaína, 120 gramas de mineíta (pó branco utilizado para desdobrar cocaína), embalagens de drogas, duas maquinetas, uma balança de precisão, 11 celulares, dois carros - sendo um Cobalt de placas ORT 9688 e um Crossfox de placas NUO 4334.

Os homens eram investigados pela Divisão por tráfico de drogas intermunicipal. Edison Maia é apontado com um distribuidor de cocaína para traficantes da Região Metropolitana e do Interior. O trio foi conduzido à DCTD onde foi autuado por tráfico e associação para o tráfico de drogas.
Um laboratório de refino de cocaína e fabricação de crack foi desativado, nessa quarta-feira (20), pelos policiais civis da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). O local funcionava em um apartamento residencial no bairro Tabapua, na Caucaia - Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07). Dois adultos e um adolescente acabaram detidos.

Os policiais civis "estouraram" o laboratório que funcionava em um apartamento na Avenida Mister Hull. No local, foram presos Igor Mendes Oliveira (20), que não tinha antecedentes criminais, e Paulo Leandro de Oliveira Sousa (28), que já responde três procedimentos por roubo e uma contravenção penal. Um adolescente de 16 anos foi apreendido. Os policiais chegaram no momento em que os homens preparavam a droga. No local, foram apreendidas 850 gramas de cocaína, 275 gramas de crack, nove tubos de bicabornato de sódio, apetrechos para a fabricação e embalagem da droga, balança de precisão, aparelhos celulares e duas maquinetas de cartão de crédito.  Os adultos assumiram que eram comparsas e responsáveis pela droga, já o adolescente afirmou que estava no local para "aprender a virar o entorpecente" (transformar a cocaína em crack).

Durante as investigações, os policiais descobriram que o local servia apenas como laboratório da droga. De lá, seguiram para a residência de Leandro, no bairro Genibau - na AIS 02 - em Fortaleza, onde apreenderam mais 220 gramas de cocaína.
A dupla foi encaminhada à sede da DCTD, onde foi autuada por tráfico, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menor. Já o adolescente foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foi lavrado um auto de apreensão em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Armas aprendidas

Outra ação realizada pela DCTD, na última terça-feira (19), na Rua Roberto Carvalho, no bairro Passaré, na AIS 05, e no município da Pecém, na AIS 07, resultou nas prisões de Antonio Alex Nogueira da Silva (24), que já responde por porte ilegal de arma de fogo e crime de trânsito, Edison Maia Junior (27) e João Martins Pereira (34), o "Mano". Com eles os policiais apreenderam dois revólveres calibre 38 municiados, 45 gramas de cocaína, 120 gramas de mineíta (pó branco utilizado para desdobrar cocaína), embalagens de drogas, duas maquinetas, uma balança de precisão, 11 celulares, dois carros - sendo um Cobalt de placas ORT 9688 e um Crossfox de placas NUO 4334.

Os homens eram investigados pela Divisão por tráfico de drogas intermunicipal. Edison Maia é apontado com um distribuidor de cocaína para traficantes da Região Metropolitana e do Interior. O trio foi conduzido à DCTD onde foi autuado por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário