sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Medidas de crédito vão injetar R$ 83 bilhões na economia

Mais dinheiro na economia
(Brasília-28-01-2016) Governo lança plano para tentar aquecer a economia. Dentre as ações anunciadas pela presidenta Dilma Rousseff na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão estão a agilização da aplicação dos recursos do Fundo de Infraestrutura do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS) em empreendimentos da área e a simplificação da emissão de debêntures de infraestrutura.

Outra medida anunciada foi a autorização para que parte da multa rescisória do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), paga em demissões sem justa causa, possa ser usada como garantia para o crédito consignado.
Em seguida, vem a abertura da linha de crédito para refinanciar as prestações do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) e do Programa de Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame), a retomada da linha de pré-custeio agrícola do Banco do Brasil e A reabertura da linha do BNDES para financiar capital de giro de empresas com garantia do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI).
O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, as medidas não resultarão em custo para o governo porque os financiamentos terão taxas de mercado e o governo está apenas simplificando procedimentos e reduzindo riscos. Todas essas medidas injetarão R$83 Bilhões na economia.
Redigido com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário