terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Polícia Civil fecha segundo laboratório de refino de drogas em cinco dias na Caucaia


 

Laboratório de drogas
Uma ação da Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), no último sábado (23), resultou no "estouro" do segundo laboratório de refino de drogas, em menos de uma semana. O laboratório funcionava em Capuan, na Caucaia - Área Integrada de Segurança 07 do Estado. No Local, cem quilos de maconha foram apreendidos, além de cocaína. O responsável pelo local foi capturado.
Dando continuidade às investigações contra o tráfico de drogas, no período que antecede o carnaval, policiais civis da DCTD desativaram o segundo laboratório de drogas, em cinco dias, que funcionava no município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. O local funcionava na Rua São José, na localidade de Capuan. Lá foram apreendidos cerca de cem quilos de maconha, 500 gramas de cocaína, diversos utensílios utilizados na fabricação de crack - tais como bacias com resquícios da secagem do crack, liquidificador, prensa hidráulica, creatina para mistura, balança de precisão e um microondas.

O responsável pelo local identificado com Manoel Jonathe de Souza Feitosa (31), que já responde por homicídio, tráfico de drogas, furto qualificado e associação criminosa, foi capturado na casa onde mora em Maracanaú. O homem era investigado pela Polícia pelo seu envolvimento no tráfico em Fortaleza e RMF. "Apesar de não morar no mesmo local onde funcionava o laboratório, Manoel é o responsável pelo local. Ele chefiava as pessoas que faziam a guarda do local, além de negociar os entorpecentes", afirmou o delegado Sérgio Pereira, diretor da DCTD.
Todo o material apreendido e o preso foram levados a sede da divisão. Manoel Jonathe foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ainda segundo Sérgio Pereira, as investigações continuam a fim de localizar e capturar os comparsas do preso. "Já identificamos o casal que fazia a guarda do local", ressaltou o delegado.

Ação anterior

Um laboratório de refino de cocaína e fabricação de crack foi desativado, na última quarta-feira (20). O laboratório funcionava em um apartamento residencial no bairro Tabapua, na Caucaia - Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07). Lá foram apreendidas 850 gramas de cocaína, 275 gramas de crack, nove tubos de bicabornato de sódio, apetrechos para a fabricação e embalagem da droga, balança de precisão, aparelhos celulares e duas maquinetas de cartão de crédito.
Foram presos Igor Mendes Oliveira (20), que não tinha antecedentes criminais, e Paulo Leandro de Oliveira Sousa (28), que já responde três procedimentos por roubo e uma contravenção penal. Um adolescente de 16 anos foi apreendido. Os adultos assumiram que eram comparsas e responsáveis pela droga, já o adolescente afirmou que estava no local para "aprender a virar o entorpecente" (transformar a cocaína em crack).  A dupla foi autuada por tráfico, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menor. Já o adolescente foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foi lavrado um auto de apreensão em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Fonte:SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário