domingo, 27 de março de 2016

Em meio à crise, microfranquias crescem no Brasil


Dollar, Moeda, Finanças

As microfranquias estão sendo uma boa opção para quem quer investir em negócios próprios. A característica desse modelo de negócio é exigir investimento inicial pequeno, de até R$ 80 mil. 

Segundo o diretor de Relacionamento e Mercado da Associação Brasileira de Franchising (ABF) Cláudio Tieghi, "Historicamente o franchising se beneficia nesses momentos, no sentido de aumentar o fluxo de pessoas interessadas em empreender, ter o próprio negócio”, afirma Tieghi. Para ele, o fenômeno das microfranquias, intensificado
nos últimos dez anos, ganha apelo especial com a queda do emprego. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, em 2015 o Brasil fechou 1,54 milhão de vagas formais.

As microfranquias são uma opção para pessoas com perfil técnico ou de gerente. Elas podem ser equiparadas a uma oportunidade de substituição do emprego. As pessoas podem em vez de estar trabalhando em uma empresa , [o franqueado] pode desempenhar essas funções em casa. Ele pode também com o tempo querer desenvolver sua empresa e partir para um negócio maior.

Para se aventurar em um modelo de microfranquia é preciso dedicação e disposição para trabalhar são quesitos fundamentais para quem deseja se aventurar com o modelo. É preciso total envolvimento da pessoa que vai passar a fazer o trabalho em modalidade empreendedora, as vezes  é um trabalho solitário  com poucos ou nenhum funcionário, uma das caracteristicas principais  é ser um negócio enxuto.

Em 2015, a taxa de empreendedorismo no país foi 39,3%, a maior registrada nos últimos 14 anos e conforme o desemprego aumenta as microfranquias e pequenos negócios passam a ser uma alternativa cada vez mais presente no dia a dia da economia e do brasileiro.

Com informações da Agência Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário