terça-feira, 8 de março de 2016

Procon Fortaleza divulga pesquisa com preços dos ovos de chocolate

 

 Variação do preço de um produto da mesma marca chega a 76%

O Procon Fortaleza pesquisou preços de 60 ovos de chocolate e constatou uma diferença que pode chegar a 76% no preço de um produto da mesma marca. O levantamento foi realizado em dez supermercados da Capital, localizados nas seis Regionais e no Centro, nos dias 2 e 3 de março. O Procon alerta os consumidores que observem a data de validade e o armazenamento dos produtos. Já os ovos de chocolate acompanhados de brinquedos infantis devem conter indicação de idade para uso e a certificação dos selos de qualidade.

A pesquisa está dividida em ovos de chocolate convencionais e infantis de três grandes marcas nacionais (Nestlé, Garoto e Lacta). Os produtos podem variar de preços devido a fatores como peso, marca, público-alvo e especificações diversas. Os preços foram coletados, presencialmente, nas gôndolas dos estabelecimentos.

Os chocolates voltados ao público infantil apresentaram as maiores variações. O ovo de chocolate Baton, de 166g (Garoto), pode variar 76,98%, indo de R$ 26,50 a R$ 46,90 entre os supermercados visitados. O segundo ovo de chocolate que mais variou de preço foi o Sonho de Valsa, de 330g (Lacta), que pode custar até 54,29% mais caro, sendo encontrado de R$  R$ 32,99 no estabelecimento mais barato e R$ 50,90 no local mais caro, uma economia de R$ 17,91.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, lembra que a pesquisa tem caráter informativo, possibilitando ao consumidor uma planilha de preços, cuja finalidade é economizar e incentivar o hábito de pesquisar. Há uma tendência de aumento de preços com a proximidade da Páscoa. "Por isso, o consumidor pode economizar se optar pela compra antecipada", comentou a diretora.
Cláudia Santos também orienta como proceder em casos de ovos de chocolate com brinquedos e que apresentem algum defeito. "Caso o consumidor identifique algum defeito de fábrica ou vício nos brinquedos que acompanham o ovo de chocolate, deve procurar o estabelecimento onde adquiriu o produto, levando a nota fiscal, e solicitar a troca. Não sendo resolvido, o consumidor deve abrir uma reclamação no Procon Fortaleza.

Dicas
O consumidor deve ficar atento às informações detalhadas sobre data de validade do produto, peso e composição. A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, verificando se não há amassados ou furos que podem contaminar o produto.

Pesquise preços e a qualidade dos produtos, pois o barato pode sair caro. Por exemplo, ovos de páscoa caseiros sempre são mais baratos, entretanto, temos que saber de sua procedência.
Os pais também não devem deixar de observar sobre a qualidade dos brinquedos. Todos devem estar certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) ou ainda pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), além de serem compatíveis com a idade da criança.

Se o ovo de chocolate for importado, deve constar no rótulo a tradução em português. Exija sempre a nota fiscal para resguardar o direito de troca ou possível reclamação.
Mais informações pela Central de Atendimento ao Consumidor 151.

Fonte: Site da Prefeitura

Nenhum comentário:

Postar um comentário