domingo, 4 de setembro de 2016

Governo entrega a proposta orçamentária de 2017 ao Congresso Nacional

Economia - orçamento - ministros Fazenda Planejamento Henrique Meirelles Dyogo Oliveira projeto LOA 2017 lei orçamentária
Valter Campanato/Agência Brasil

Governo prevê a venda da BR distribuidora

Brasília- 31/08/2016 - O governo entrega a proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) ao Congresso Nacional. O poder executivo entregou na quarta feira passada (31) ao Congresso Nacional o a proposta de orçamento para 2016. A proposta prevê que o salário mínimo suba de R$ 880 para R$ 945,80 a partir de janeiro de 2017 - um crescimento de 7,47%, próximo à previsão de inflação para este ano (7,2%). Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, haverá crescimento de 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB). A retomada da economia está baseada, de acordo com o ministro, no “choque de confiança”. Em 2016, a previsão do governo é de que o PIB encolha 3%.

 Venda de Ativos

Para cumprir a meta fiscal de 2017, de R$ 139 bilhões em deficit primário, o governo terá que alcançar um total de R$ 55,4 bilhões em arrecadação oriunda de diversas fontes. A previsão é chegar a um total de receitas de R$ 26 bilhões, produto do crescimento esperado do PIB e da arrecadação de tributos pela venda de ativos (Caixa Seguridade, Loteria Instantânea, BR Distribuidora, IRB e venda de ações). Meirelles também anunciou a estimativa de arrecadar R$ 24 bilhões em concessões e permissões. Outros R$ 5,7 bilhões virão de receitas como a venda de ações no fundo soberano e dividendos de estatais. Além disso, o projeto prevê redução de R$ 5,3 bilhões em despesas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário