segunda-feira, 12 de setembro de 2016

PDV tem riscos para trabalhadores e empresas em cenário de crise econômica

Uma coisa é trabalhar 20 anos debaixo de um guarda-chuva e outra coisa é ir se expor ao sol. Não é porque você tem grande experiência em uma empresa que vai conseguir se realocar com facilidade”, Jorge Pinho professor da Faculdade de Administração da Universidade de Brasília (UnB).  Essa é opinião de um dos especialistas ouvidos pela Agência Brasil

Diante de um cenário de crise econômica e a consequente redução da demanda e elevação dos custos, grandes empresas, como Petrobras e Embraer,  ofereceram a seus funcionários Planos de Demissão Voluntária (PDV), como forma de reduzir despesas e ganhar fôlego para atravessar o momento de turbulência.
Se para as companhias a medida é uma alternativa de desafogo, especialistas ouvidos pela Agência Brasil avaliam que, para os empregados, a adesão a um PDV pode ser um caminho perigoso, se não forem observados, cuidadosamente, os prós e contras.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário