sábado, 12 de novembro de 2016

Dívida ativa da União: 63,7% do estoque está concentrado em 12.859 devedores


Tailandês, Isolado, Dívida, Tailândia

Dever 1 bilhão de reais não é somente culpa da crise.

Preocupa a situação dos devedores ativos da União. Segundo a diretora do Departamento de Gestão da Dívida Ativa da União, Anelize Lenzi em declaração a Agência Brasil a novas dividas tiveram aproximadamente 1,5 milhão de novas inscrições em dívida ativa sendo que 300 mil são de empresas Integrantes do Simples Nacional, programa tributário para pequenos empresários. Do estoque da dívida ativa em novembro, 22,3%, ou R$ 403,3 bilhões, eram débitos previdenciários

Segundo ela “Quanto acontece a crise, o pequeno [empresário] é o primeiro a sofrer”  e os valores "não são muito consideráveis”. Essa informação mostra que são pequenas empresas e também pessoas físicas que estão com problemas para pagar impostos devido a diminuição da atividade economica.

Por outro lado a diretora informa que “Um total de 63,7% do estoque está concentrado em 12.859 devedores. Essas pessoas físicas e jurídicas devem aproximadamente R$ 900 bilhões. Você imagina que alguém deve R$ 1 bilhão e isso seja por causa da crise? Não é só crise. Por isso, a procuradoria olha para eles de uma outra forma. Não estou dizendo que todo grande devedor é ilícito. Mas, nesse estoque, tem muito de sonegação fiscal, evasão de divisas, blindagem patrimonial”, enumera. 

Com essas declarações fica claro que o governo sabe quem deve a ele e por isso  tem obrigação de cobrar essas dividas. Muitos devem falar a carga tributária é muito alta , concordo mas a regra quem fez foi a própria população quando elegeu seus representantes e agora cabe a sociedade cumprir a lei.

Caso se cobra-se esses quase 13.000 devedores o pais não precisaria de uma PEC que congela-se os gastos. Esses 900 milhões fazem falta ao fluxo de caixa do governo e aos mais de 200 milhões de brasileiros que hoje amargam uma crise sem precedentes.

Pedro Paulo Morales
Escritor Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário