sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Polícia Civil prende caseiro suspeito de assassinar advogado

A vítima estava desaparecida desde a última quarta-feira (15). O caseiro e sua companheira confessaram o crime

Uma investigação do Departamento de Inteligência (DIP) da Polícia Civil do Estado do Ceará resultou na elucidação do desaparecimento de um advogado. A Polícia descobriu que o homem,sumido desde a última quarta-feira (15), na verdade foi assassinado por umfuncionário - que trabalhava em sua casa como caseiro - e a esposa dele. Ocorpo foi localizado, em um poço em frente à residência da vítima, após o casal confessar o crime, no início da tarde de hoje (17). 


Familiares de Aldrin Helanio Coelho Fonteles (57) registraram na manhã desta sexta-feira (17) o desaparecimento da vítima. A partir das informações iniciais, os policiais da DIP passaram arealizar investigações e foram até a residência da vítima, um sítio localizado no loteamento Novo Iguape, no Aquiraz - Área Integrada de Segurança 09 (AIS 09)do Estado. No local, os policiais perceberam as atitudes suspeita de Antônio Rodrigo de Sousa (34) e, quando o interrogaram, ele confessou o crime. 

Conforme o homem, Aldrin foi assassinado após uma discussão entre ele e o suspeito. A companheira de Antônio, identificada como Maria Ivone Nascimento Menezes (38), também foi presa. As investigações apontaram que ela ajudou o marido a assassinar eocultar o cadáver. "Quando começamos a investigar o fato, já suspeitávamos da participação do caseiro que passava informações divergentes para os familiares e para a Polícia sobre o desaparecimento de Aldrin, já que ele foi a última pessoa a ter contato com a vítima antes do sumiço", revelou Rene Andrade,diretor do DIP.

Uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também foi para o local. Conforme o delegado Leonardo Barreto, diretor da Divisão, foi necessário acionar equipesdo Corpo de Bombeiro Militar para auxiliar no resgate do corpo. "O local em que o cadáver estaria ocultado, apontado pelos infratores, é de difícil acesso, inclusive com risco a integridade física dos bombeiros, então se fez necessário a utilização de uma retroescavadeira para possibilitar encontrar o corpo", afirmou Leonardo.  

Até o fechamento desta edição,equipes da DHPP, da Perícia Forense (Pefoce) e do Corpo de Bombeiro seguem trabalhando para resgatar o corpo. 

Fonte :SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário