quarta-feira, 12 de abril de 2017

Temer diz que o governo não pode parar e sanciona leis que beneficiam mulheres

AB/Divulgação

O presidente da República acrescentou que seu governo tem “apoio especialíssimo” do Congresso Nacional.

Brasília- 12/04/2017- O presidente Michel Temer disse hoje (12) que o governo não pode parar por causa da lista de Edson Fachin.

O comentário foi feito na cerimônia que ao sancionou leis favoráveis às mulheres. Ele disse que “Aqui no Brasil, se não tomarmos cuidado, daqui a pouco achamos que o Executivo não opera, o Legislativo não opera, o Judiciário não opera. E não é assim. Quando nós criamos a repartição dos órgãos do governo foi precisamente para dar agilidade a toda a atividade pública. Cada um cumpre o seu papel”
As leis sancionadas foram a  proibição do uso de algemas em mulheres durante ou no período pós-parto e foi instituído o mês de agosto como do aleitamento materno e a garantia de acompanhamento da mãe sobre a amamentação. Um decreto garantiu um indulto especial a mulheres presas no Dia das Mães. O presidente também sancionou lei que inclui a estilista Zuzu Angel, que morreu em circunstâncias não esclarecidas durante a ditadura militar, no Livro dos Heróis da Pátria.

Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário