sábado, 6 de maio de 2017

A eleição de 2018 deve ser sagrada


Leitores e leitoras a possibilidade de se adiar a eleição de 2018 para que se possa fazer uma eleição geral em 2020 foi desmentida pelo  Deputado Vicente Cândido no seu Facebook.  Segundo ele o texto dessa PEC vai ser modificada para que as mudanças sejam feitas a partir de 2022 , com por exemplo fim dos cargos de vice, mandato de dez anos para representantes das Cortes e adoção do sistema distrital misto nas eleições a partir de 2026. Esse tipo de prática de estar tirando projetos antigos do bolso do colete pode causar muitos estragos, vide o projeto de Terceirização. 

A eleição de 2018 deve ser sagrada e precisamos dela para fazer a "faxina" geral no congresso nacional e volte quem tiver que voltar e fique até o fim porque o povo escolheu.. As reformas trabalhistas e da Previdência podem tornar o Brasil competitivo desde de que políticos, empresários e população tenham atitudes honestas. 

Sobre a reforma da previdência volto a dizer ou melhor a perguntar: O contrato por jornada intermitente onde a pessoa trabalhe durante um mês quinze dias , de segunda a sexta , como será tratada a contribuição para a previdência desta pessoa já que a cada mês ela contribuirá  somente meio mês. Senhores relatores seria bom pensar como fica esse ponto .Será mais um maldade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário