sábado, 7 de abril de 2018

Saiba mais sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado






Condição acomete milhares de pessoas, sendo característica do mundo contemporâneo.
No mundo em constante mudança e com o ritmo acelerado, é difícil afastar a mente dos problemas e obrigações diários, fazendo com que, mesmo nos momentos de descanso, as pessoas continuem com a cabeça cheia.


Com origem no ritmo alucinante das grandes cidades, overdoses diárias de informações e obrigações que afetam a saúde emocional, a Síndrome do Pensamento Acelerado é uma condição do mundo moderno, que acomete milhares de pessoas. Segundo especialistas, essa síndrome não é uma doença, mas, sim, um sintoma vinculado a um quadro de transtorno de ansiedade.
O psicólogo e master coach João Alexandre Borba explica que as pessoas mais vulneráveis a desenvolverem esse tipo de síndrome são aquelas avaliadas constantemente por causa de suas obrigações profissionais, não podendo se desligar delas por nem um segundo. ”Bons exemplos são médicos, jornalistas e executivos. A pressão profissional, juntamente ao excesso de informações às quais somos submetidos diariamente, que é considerado normal, atualmente, pode abalar o emocional de alguém”, afirma.

O profissional cita que os sintomas são a sensação de estar sendo esmagado pela rotina, a impressão de que as 24 horas por dia são insuficientes para o cumprimento de todas as tarefas, o sentimento de apreensão, falta de memória, déficit de atenção, irritabilidade e sono alterado. “O esgotamento mental é a principal descrição para a pessoa que sofre da SPA, transferindo o cansaço intelectual para o cansaço físico, o que faz com que o humor seja muito volátil, também. A tecnologia tem influência nesse quadro, pois é lotada de estímulos e informações que podem cansar a vista e o cérebro”, observa.

Borba conclui, falando que, para quem se identificou com os sintomas acima, é recomendado buscar ajuda profissional. “O melhor a se fazer é buscar um estilo de vida que permita fugas do estresse cotidiano, praticando atividades físicas e dedicando tempo ao lazer. Fazer pausas, retomar alguns hobbys e tentar fazer coisas sem nenhuma atividade simultânea”, finaliza.

Serviço: João Alexandre Borba
Master Coach Trainer e Psicólogo
joao.alexandre@live.com
www.facebook.com/joaoalexandre.c.borba

Nenhum comentário:

Postar um comentário